Yeti, o Abominável Homem das Neves

Saiba mais sobre a história do Ieti, seus diferentes tipos, lendas que o cercam e muito mais sobre o Abominável Homem das Neves.

As palavras “Ieti” (Yeti) e “Abominável Homem das Neves” são aplicadas a vários tipos de humanoides peludos semelhantes do pé-grande, da América do Norte, mas estas criaturas são distintas do pé-grande, porque os relatos sobre sua existência vêm de um continente completamente diferente.

Ieti, Abominável Homem das neves 3
As montanhas do Himalaia no Tibet e no Nepal são a casa dessas criaturas lendárias. Os termos “ieti” e “abominável homem das neves” às vezes são aplicados a seres de outras áreas remotas da Ásia também.

Criptozoologistas e outros pesquisadores sérios preferem usar o termo “ieti” ao invés de “abominável homem das neves“, porque “ieti” soa mais científico e porque não é baseado em um erro de tradução de uma palavra nativa, o que acontece com “abominável homem das neves”.

Os criptozoologistas mais exigentes referem-se a cada tipo individual de ieti por seu próprio nome nativo, dzu-teh para o maior que às vezes anda de quatro e parece meio urso, meio macaco, meh-teh para o “clássico”, que tem quase 2 metros de altura, cuja cabeça tem um formato pontiagudo, e teh-lma para o que tem em torno de 1 metro de altura, come sapos e faz sua casa em vales de selva entre as montanhas (às vezes considerado um ieti juvenil por pesquisadores).

Ieti, Abominável Homem das neves
O teh-lma é o mais semelhante aos humanos dos ietis e é dito como uma raça de seres humanos primitivos por alguns pesquisadores, em comparação aos pigmeus. É também o mais ignorado dos ietis. Poucas pesquisas foram focadas nele, apesar de várias décadas atrás, ele ser o ieti no centro das atenções.

O dzu-teh é para muitos pesquisadores um urso. Ele tem garras e habitos carnívoros, além da aparência de um urso. No entanto, muitos criptozoologistas pensam que, se ele é um urso, ele deve ser uma nova espécie de urso, porque as descrições não batem com nenhuma espécie conhecida.

O meh-teh é o foco da maioria das pesquisas, e é a única variedade de ieti que a maioria das pessoas já ouviram. Se você já leu sobre o ieti antes, é provável que estava lendo sobre o meh-teh, o ieti clássico que é o mais parecido com o pé-grande. Parece algo como um cruzamento entre um gorila e um homem. Não poderia ser confundido com um urso.

Mesmo possuindo longa pelagem, ele deveria ser um morador de vales, florestas, como todas as outras variedades do ieti. Os picos cobertos de neve não contêm alimentos suficientes para tal criatura viver lá, mas diz-se que o meh-teh muitas vezes tem que passar por altas montanhas em busca de outro vale para viver, onde se torna altamente visível para os humanos observadores e avistamentos assim se tornam mais propensos. Em suas florestas, vales remotos, é praticamente impossível avistá-los, vivendo em territórios remotos como o panda, que iludiu pesquisadores durante 60 anos após sua descoberta.

Ieti, Abominável Homem das neves 2
Mesmo que o ieti (pelo menos o meh-teh) seja um dos mais bem documentados humanoides, é também um dos mais disputados. O folclore nativo é obscurecido independente do animal ser verdadeiro ou não, mesmo que possam eventualmente existir por trás da mitologia.

Segundo a lenda, o ieti é um ser espiritual, não um animal. Às vezes, é adorado, tido com uma entidade com muitos poderes sobrenaturais, e também capaz de cruzar com os seres humanos. Além disso, algumas lendas dizem que não existe população alguma de ietis. Em vez disso, cada ieti é realmente o fantasma de um ser humano morto.

Outras mitologias locais afirmam que os ietis são demônios dos quais foram lhes atribuídas a guarda das montanhas, de modo que os seres humanos não subam os picos para perturbar os deuses que vivem lá. Se isso for verdade, os ietis falharam miseravelmente em sua missão de impedir as pessoas de escalarem o Monte Everest.

Quando os pesquisadores ocidentais se envolvem então, a imagem fica mais nublada. O ieti já foi confundido com seres humanos reais, ursos e até pedras que pareciam monstro devido ao modo com que foram vistas.

Na cultura popular, a situação fica mais confusa ainda. Principalmente com o termo ieti sendo erroneamente aplicado a qualquer criatura parecida com o pé-grande em qualquer lugar do mundo, mesmo que a mesma apenas se aplique as criaturas das montanhas do Himalaia no Tibet e Nepal, ou pelo menos aqueles da Ásia.

Publicidade

Publicidade

Vídeos

Abaixo você encontra alguns vídeos sobre o Ieti, algumas de suas aparições e muito mais.



Publicidade


O criptozoologia.com.br surgiu com o intuito de fornecer uma vasta quantidade de boas informações sobre esse mundo novo que é a Criptozoologia.

Leia também